quinta-feira, 14 de julho de 2011

ASSOCIAÇÕES REÚNEM-SE COM O COMANDO GERAL DA PMRN

A APBMS se fez presente na pessoa do Cb PM João Batista
Ontem, quarta, dia 13/07/2011, representantes de todas as associações de praças e de oficiais da PM e BM se reuniram com o Coronel Araújo (cmt geral da PM/RN) no QCG para tratar de assuntos de interesse da categoria.


O primeiro ponto a ser debatido foi o andamento da proposta de subsídio entregue ao governo do Estado a cerca de 40 dias pelas entidades e pelo próprio cmt geral. O coronel Araújo informou que a proposta está na mesa de Drª Tatiana (consultora geral do Estado) em meio à outros processos mas que solicitou a mesma que desse prioridade ao subsídio em virtude das dificuldades enfrentadas pela categoria. 

O cmt geral informou ainda que acredita na sensibilidade do governo e que a expectativa é que haja um parecer jurídico positivo após o segundo quadrimestre deste ano, ocasião em que provavelmente o Estado estará em situação financeira mais favorável. 

Na referida reunião o cmt geral ligou para a Drª Tatiana e passou o telefone para o Sargento Eliabe (presidente da ASSPMBM) o qual conversou por alguns minutos com a consultora geral e reforçou a necessidade de celeridade da tramitação do projeto de subsídio. 

O Coronel Araújo informou ainda que tem mantido contato permanente com o chefe do gabinete civil (Paulo de Tarso) além de outras pessoas ligadas ao núcleo do governo e que os mesmos já estão cientes da defasagem salarial e da disparidade de valores entre os vencimentos dos policiais militares em comparação com outras categorias da área de segurança pública. 

O Soldado Jadson, presidente da APRAM, se dirigiu ao cmt geral e perguntou sobre alguns boatos que tem surgido no meio dos praças e de alguns oficiais de que já existe data, número de parcela e valor do subsídio sendo que o Coronel Araújo informou que até a presente data não existe nada definido a este respeito e que isso não passa de boatos infundados. 

Como segundo ponto da reunião as entidades solicitaram agilidade também na apreciação e elaboração de parecer técnico da proposta de Estatuto por parte da assessoria jurídica da PM/RN para que o mesmo possa ser encaminhado o quanto antes ao governo do Estado. 

O projeto do novo estatuto elaborado pelas entidades já foi entregue ao cmt geral a vários dias e desde então aguarda parecer de sua assessoria para seguir tramitação. 

Por fim foi abordado a situação ocorrida no batalhão de Assú na semana passada sendo que foi explanado que a PM precisa adotar uma mudança de postura frente às dificuldades enfrentadas no dia a dia, ou seja, ninguém deve ser pressionado a dar “jeitinhos” ou fazer “gambiarras” para suprir a falta de investimentos do Estado, sendo que as associações irão emitir orientações baseadas em princípios legais para que os policiais saibam como se comportar diante de ordens ilegais por exemplo, e com a falta de estrutura para o serviço operacional e administrativo. 

Isso visa forçar o Estado a fornecer todos os meios necessários para que a PM possa desempenhar suas funções bem como evitar que fatos como os que aconteceram com os companheiros de Assú venham a ocorrer com outros policiais. 

O Tenente-Coronel Mendonça (presidente da ASSOF) informou ainda que a Associação de Oficiais entrará com ação judicial visando impedir que a PM/RN seja obrigada a fazer a segurança em eventos de cunho particular tais como Carnatal e jogos de futebol em estádios. 

Ficou também definido que os representantes de entidades iriam procurar a governadora do Estado na formatura de hoje no QCG para conversar sobre o subsídio e explanar as reivindicações da categoria. Participaram da reunião o Comandante Geral com parte de seu Estado Maior, Associação de Oficiais, ASSPRA, APBMS, ASSPMBM, ACS, ASPRA, ABM e APRAM. 

Fonte: APRAM

Nenhum comentário:

Postar um comentário